INFORMAÇÕES

SITUACAO METEOROLOGICAS TIPIDAS E O REGRESSO A CASA DO POMBO CORREIO

SITUAÇÕES METEOROLÓGICAS TÍPICAS E O REGRESSO A “CASA”

DO POMBO-CORREIO



Chegar a um local e soltar pombos, qualquer ser humano o faz. Fazê-lo dentro da consciência e da ciência implica conhecimento e respeito pelo pombo-correio, independentemente de ser uma solta colectiva ou individual.  Deste modo segue-se algumas das situações meteorológicas, referenciadas e o modo como afectam o regresso a “casa” do pombo-correio, transcrevendo-se uma perspectiva de pombos chegados com as diversas situações, devendo-se entender como isso e nada mais, pois o concurso começa efectivamente com o encestamento, qualidade do transporte e não com a ordem de solta.

Exemplos de condições atmosféricas

1. Não há condições para efectuar a solta. Há um elemento que só por si é impeditivo da realização do voo. Esta deve ser adiada/atrasada ou alterado o local de solta previsto.
a) Vento de “bico” igual ou superior a 60 km/h;
b) Vento de bico igual ou superior a 50 km/h com rajadas;
c) Temperatura máxima prevista de 38ºC ou mais;
d) Temperatura mínima prevista de 23ºC ou mais;
e) Onda de calor;
f) Chuva em metade ou mais da prova, com vento com componente contra;
g) Aguaceiros fortes e/ou chuva moderada a forte no primeiro terço da prova;
h) Células de nuvens de desenvolvimento vertical (trovoadas) na linha de voo, cuja área seja difícil de contornar;
i) Trovoadas na área envolvente ao local de solta;
j) Neve na área do local de solta;
k) Variação do campo magnético da Terra (sismos ou tempestades solares);
l) Pombos silenciosos e/ou deitados.
 Estimativas de pombos chegados no primeiro dia com os exemplos apresentados: Fundo 0 a 15% - Meio Fundo 30 a 40% Velocidade 35 a 50%.

2. Os elementos analisados individualmente parecem relevantes e a interacção entre eles é nefasta para o voo.  O conhecimento da rota, do local de solta e a comparação com situações anteriores é de extrema importância. Os pombos bem preparados superam a prova com dificuldade.
a) Chuva em menos de um terço da prova e vento com componente contra (bico), inferior a 40Km/H;
b) Aguaceiros e vento com componente contra (bico) inferior a 40Km/H;
c) Chuva em metade da prova, com vento com componente favorável;
d) Vento de “bico” superior a 50 km/h e inferior a 60 km/h;
e) Vento de “bico” superior a 40 km/h e inferior a 50 km/h com rajadas;
f) Vento cruzado de “rabo” superior a 70 km/h;
g) Chuva fraca ou chuvisco num terço ou mais do percurso sem vento favorável;
h) Temperatura máxima entre 35ºC e 38ºC sem vento favorável;
i) Temperatura mínima entre 20 e 22ºC sem vento favorável;
Estimativas de pombos chegados no primeiro dia com os exemplos apresentados: Fundo 15 a 30% - Meio Fundo 35 a 55% - Velocidade 45 a 65%.

3. As circunstâncias descritas individualmente não parecem relevantes e a interacção entre elas poderá complicar o voo. Aguarda-se uma prova com algum grau de dificuldade em que todos os elementos devem ser controlados. Os pombos bem preparados superam a prova com normalidade.
a) Vento de “bico” entre 30 e 40 km/h;
b) Vento de “bico” inferior a 25/30 km/h com chuva à chegada;
c) Aguaceiros fracos;
d) Temperatura máxima em rota entre 30 e 34ºC sem vento favorável;
e) Mínima no local de solta entre 17 e 19ºC sem vento favorável;
f) Temperatura durante a prova inferior a 8ºC e vento com componente contra “bico”;
g) Chuva fraca num terço ou menos da prova com vento com componente favorável “rabo”;
Estimativas de pombos chegados no primeiro dia com os exemplos apresentados: Fundo 50 a 75% - Meio Fundo  80 a 90% - Velocidade 85 a 95%.

4. As condições meteorológicas não apresentam dificuldade em termos de mecânica do voo. Esta situação não invalida a existência de fenómenos localizados, tais como neblina ou nevoeiro. Devendo-se aguardar pela melhoria da visibilidade.
a) Vento de “rabo” inferior a 60 km/h e sem precipitação;
b) Vento de “bico” inferior a 30Km/h;
c) Visibilidade superior a 10 km;
d) Temperatura máxima inferior a 30ºC;
e) Céu muito nublado no percurso, boa visibilidade e sem precipitação.
f) Céu com períodos de muito nublado em rota, boa visibilidade e aguaceiros fracos e dispersos.
Estimativas de pombos chegados no primeiro dia com os exemplos apresentados: Fundo 85 a 95% - Meio Fundo  95 a 100% - Velocidade 98 a 100%.

OBRIGADO AO MEU FAMOSO AMIGO: CAPITAO GARRIDO