INFORMAÇÕES

A IMPORTANCIA DA BIOTINA

A IMPORTÂNCIA DA BIOTINA


Também conhecida como vitamina H, este nutriente essencial para canários e
agapornis consiste em um pó branco, cristalino, de difícil solubilidade em água insolúvel
em gordura, bastante estável ao calor, luz e ar, presentes em verduras, frutas, derivados
de arroz, certas sementes vegetais, órgãos e leveduras.
As exigências nutricionais para esta vitamina são extremamente baixas (variam de
0,1 mg a 0,25 mg por quilo de farinhada ou ração completa), porém sua presença nos
alimentos, via de regra, é extremamente baixa e, em alguns casos, está sob forma não
biodisponível, isto é, a ave não consegue utilizar a biotina do alimento (exemplo: biotina
do trigo).

FUNÇÕES BIOLÓGICAS
A função da biotina no metabolismo das aves está ligada às reações chamadas de
carboxilação, importante para a desintegração de aminoácidos como leucina e isoleucina.
Assim com a biotina interfere, por exemplo, na síntese de uma importante proteína para
as aves; albumina sérica – proteína de transporte de grande parte das vitaminas do
complexo B e formadora da clara de do avo. Enzimas, como a amilase, que ajudam a
degradar, por exemplo, do amido do milho, também dependem da biotina para a sua
formação.

SINTOMAS GERAIS DE CARÊNCIA
Geralmente se manifesta de maneira muito branda, promovendo dermatites,
aumento no número de cistos de penas, rachaduras nas patas.
O aparecimento da carência de biotina se vê estimulado por fatores como:
 Ingestão de clara de ovo crua – Existe a presença de uma antivitamina H na
clara do ovo, denominada “avidina”. Para a nossa sorte, apenas a clara crua
possui avidina e não é prática comum fornecer ovos crus a canários e
agapornis.

 Ingestão de dejetos de aves – Existe a presença de outra antivitamina H em
dejetos de aves, denominada “straptavidina”, mais uma razão para
procedermos à limpeza nas nossas gaiolas com freqüência.
 Substância antibacterianas que alterem a flora intestinal e/ou impeçam a
absorção da vitamina H.

 Substâncias andiarréicas, como caolim, pectato, carvão, utilizados por
períodos muito longos, “impermeabilizando” zonas intestinais de absorção de
biotina.

 Falhas genéticas ligadas à absorção intestinal, como acontece com certas
cores de canários (mosaicos), que parecem estar ligadas à diminuição do
intestino delgado, principal sítio de absorção da vitamina H.
A administração de vitamina H deve ser sempre preventiva, através da
suplementação das farinhadas ou rações completas. Por ser a única do mercado a
conter vitamina H na sua formulação, indica-se o uso do suplemento F1 Salvador, na
proporção de 4 a 6 colheres por quilo de farinhada.
Resumo:
- Vitamina H ou Biotina.
- Sintomas de carência: Dermatites, rachaduras nas patas, queda na eclosão dos
ovos e aumento dos cistos de penas (bolas).