INFORMAÇÕES

MORTALIDADE DOS BORRACHOS

MORTALIDADE DOS BORRACHOS


Quando os pais não cuidam ou não alimentam bem os filhotes, estes se tornam
enfraquecidos e não sobrevivem mais que três dias. Uma das medidas que devem ser
tomadas é a observação pela manhã, conferindo se eles encontram-se com o papo
cheio. Esta observação deve ser feita todos os dias no período da manhã, por volta das
oito horas. Se, não estiverem sendo alimentados pelos pais, deve-se então
alimentá-los manualmente.
Esta rotina deve ser repetida nos primeiros dias de vida, além do período da
manhã, também no período da tarde (12-13 horas) e à noite antes de se apagar as
luzes. A verificação à noite é muito importante, para que não passem um longo
período sem alimento.
Durante cinco dias após a observação, que os pais não estão alimentando os
filhotes, deve se fornecer diariamente uma papa de duas a três vezes. Este
procedimento não deve ultrapassar o período predeterminado, pois após este período,
os filhotes já adquiriram forças para que eles próprios peçam alimento aos pais, que
passarão a alimentá-los convenientemente.
Para uma melhor alimentação dos pássaros, existem no mercado alguns tipos
de papas, sendo denominadas para cria à mão, palitada, etc. No entanto, deve se
escolher a mais apropriada e adequada à nutrição nesta fase. A escolha da papa é
fundamental, a qual deverá conter na sua composição, proteínas de origem vegetal e
animal como por exemplo, a proteína isolada de soja e a lactalbumina que possuem
todos os aminoácidos necessários ao desenvolvimento adequado.
Entretanto, o balanceamento destas papas deve ser feito combinando-se 45%
de proteína vegetal e 55% de proteína animal e também conter um suplemento mineral
e vitamínico.
Nesta fase, a dieta deverá ter no máximo de 10% de gordura, 3% de minerais e
2% de fibras. Deve-se acrescentar às papas, probióticos à base de lactobacílos; para
reposição constante da flora intestinal. Também um antibiótico em baixa concentração,
que servirá para prevenção de doenças intestinais, além de uma mistura enzimática
que contribuirá para aumentar a disponibilidade dos nutrientes no trato digestivo.
A papa para cria à mão é recomendada apenas para os primeiros 8 a 15 dias
de vida pois, após este período, os filhotes começam a rejeitá-la. Entretanto, a
farinhada que se coloca no comedouro para os pais que irão alimentar os filhotes,
deverá possuir qualidades protéicas além das mencionadas anteriormente, pelo
menos nos primeiros 50 dias de vida.
A ocorrência de mortes após o 5º ou 6º dia, é bem mais grave pois, não se
trata de falta de alimentação, mas sim de doença. Os pais ao constatarem que algum
dos filhotes está doente, deixam de alimentá-lo, o que provoca a morte.
Normalmente, se a doença aparecer entre o 5º e o 12º dia é a Colibacilose,
provocada pela bactéria E. Coli, que mais mata no ninho e, eventualmente, também
pode ocorrer a Proventriculite.
Se os pais estiverem aparentemente bem e não apresentarem sintomas, pode
ser Colibacilose. Se estiverem um pouco abatidos, e aparentarem perda de peso é bem
pior, podendo ser Proventriculite – e esta doença praticamente não tem cura.
Colibacilose: A colibacilose normalmente tem duas vertentes que atacam ao
mesmo tempo, que é a de via intestinal e a de via respiratória. Então há necessidade
de efetuar um tratamento, 5 dias antes da previsível postura (este tratamento confere a
eles uma imunidade durante 15 dias a 3 semanas), com um antibiótico que possua a
capacidade de prevenir a Colibacilose, Coccidiose, Salmonelose e Micoplasmose.
Normalmente, é necessário associar dois antibióticos, que sejam compatíveis, e devem
ser administrados pelo menos durante 10 dias, sempre com complexo vitamínicomineral-
aminoácido.


RECOMENDAÇÃO NA DIETA
Não é aconselhável dar legumes na época das criações, pelo menos nos 5
primeiros dias, pois embora seja muito apetecíveis, estes podem veicular as
salmoneloses e colibaciloses, se forem mal lavados. Embora, as verduras sejam ricas
em minerais e vitaminas, são facilmente substituíveis por uma boa farinhada e um
complexo vitamínico.
Os principais exames clínicos que deverão ser feitos são: assoprar os ventres
dos pássaros e observar se neles aparecem manchas escuras nos intestinos (junto à
cloaca) ou na região entre as costelas (final e início da barriga) onde se localiza o
fígado. O principal sintoma para esta constatação é a hepatite, agravada pelo uso de
gorduras saturada e sementes negras (colza, nabão, etc...). Deve-se então, fornecer
um suplemento vitamínico que contenha Colina e Metionina durante 5 dias
consecutivos.
Se a mancha for no intestino ou em quase todo o ventre, poderá ser
Colibacilose ou Salmonelose, devendo ser tratada com antibiótico específico.
Eventualmente, esta doença pode ser agravada com a Micoplasmose. Então, deverá
ser tratada com um anti Doença Crônica Respiratória (DCR) ou com um produto que
tenha ação sobre bactérias Grã negativas. Observar a respiração dos borrachos e se
certificar de que não apresentam nenhuma alteração, pois assim associando ao
antibiótico uma boa farinhada, um bom complexo vitamínico, estes estarão em plena
saúde em menos de 10 dias, mas principalmente deve-se cortar imediatamente o
fornecimento de sementes gordas.
A Proventriculite, só é possível de se tratar se não estiver num estágio muito
avançado, podendo ser tratada com uma associação TILOSINA SÓDICA (Tylan),
Sulfametazina e Sulfaquinoxalina sódica.
Para prevenir as doenças na época da reprodução, há necessidade de usar
uma excelente farinhada (ração) e fazer, a cada 30 dias, uma suplementação com um
complexo vitamínico mais aminoácidos durante 5 dias, sendo essenciais para o
sistema imunológico das aves.
Infelizmente, a maioria dos criadores apenas utiliza o Complexo B e Vitamina
E, o que pode provocar carências, principalmente de Vitamina A e D3, pois uma está
diretamente ligada com a absorção da outra.


ASPECTOS NUTRICIONAIS
* As vitaminas apresentam funções reguladoras de outras vitaminas, e por
isso não suprem as necessidades dos animais exclusivamente.
* O fósforo, o cálcio, o magnésio são ativadores das funções das vitaminas e
causa problemas ósseos e fragilidade na casca dos ovos.
* Os aminoácidos essenciais, entre os quais a Metionina, Lisina, Treonina,
são necessários para que os borrachos apresentem uma plumagem perfeita.
* Nunca forneça sementes e farinhada rançosas, azedas e/ou mofadas.
OBS: O manejo de retirada dos ovos do ninho, pode causar a morte dos
embriões, bem como a contaminação destes.
A higiene dos ninhos é importante para evitar a contaminação com ácaros, pois
estes prejudicam a saúde dos filhotes.